quarta-feira, 10 de abril de 2013

Ladainhas

Como me preocupam esses meus amigos. Ando pensando muito nas relações amorosas em no quanto elas são complexas e difíceis de se  entender. Sempre acreditei no amor e na sua esplendorosa beleza e que quando se encontra a pessoa certa fica com ela pra sempre. Claro isso nunca se aplicou a mim, mas sempre acreditei que fosse pelo  fato de que ainda não havia eu encontrado essa tal de alma gemia. Mas e com relação a essas pessoas que amam loucamente outra e não são correspondidos? Como  fica? Quando temos um amigo que ama alguém com tamanha força que seria capaz de atravessar continentes para ficar algumas horas com a pessoa amada,quando vemos cousas como essa acontecer do nosso lado, quando ouvimos as lamúrias, quando sabemos que existe o amor verdadeiro e que com ele vem o sofrimento e com relação a isso nada posso fazer. Como me irrita essa impotência, sempre acreditei que ajudar os amigos era a forma mais bonita de demonstrar carinho e afeição. Nada posso fazer se existem pessoas idiotas o suficiente para não querer ter ao seu lado gente tão bonita e legal. Eu entenderia se o caso em questão tratasse de pessoas feias ou intelectualmente desfavorecidas, ou ainda que fossem chatas,mas não é esse o caso, não é em absoluto. E  já se esgotaram  as palavras que eu poderia usar para abrandar a situação,já gastei todo o meu latim dizendo pra esquecerem e seguir em frente,já não há mais ladainha alguma da minha parte a ser lançada  a essas pessoas. Gostaria que nós seres humanos tivéssemos o dom do esquecimento,que houvesse um botão de desligar amor quando esse não é recíproco.  Como eu gostaria de entrar na mente dessas pessoas que não enxergam o quão valiosas são as almas que os amam. 
 Mais uma vez minha ladainha, desate o nó que te prendeu a essa pessoa que nuncate mereceu...




Um comentário: