segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Um pequeno passo para o homem, mas um grande passo pra... Pra quem mesmo?

Morreu agora, a poucos dias “o cara”. O cara que Diz ter pisado na lua. Isso me faz pensar. Não é novidade pra ninguém o fato de que eu não creio nesse “feito”. (Já vi que hoje as aspas serão aliadas ferrenhas nessa minha escrita que bem poderia estar sendo feita em pergaminho a julgar pela lentidão desse p.c.). De volta a lua, ou de volta a fraude. Fico pensando, será que é tão difícil assim se dar conta de que fomos enganados? Sim deve de fato ser, odeio quando tenho que admitir que fui enganada, ser passada pra traz é uma das piores cousas dessa vida, detesto ser feita de idiota. Mas é assim que a vida segue e caro leitor, tenho algo pra te dizer: Thê, somos enganados a todo momento! E esse papo ae de que o homem andou na lua, é balela. O bagual deixou sua pegada lá e mais do que isso, a bandeira tremulou. Mas é claro que tremularia, não há emoção maior do que ver a bandeira estadunidense tremulando com o “vento lunar”. Vento lunar, isso da poema! Mas como eu sou incrédula, sou mesmo um porre de pessoa, duvidando de carinhas importantes como Neil Armstrong, Edwin 'Buzz' Aldrin e Michael Collins, são velhinhos tão aparentemente idôneos, e eu duvido da NASA, nossa quem sou eu pra duvidar da NASA, questionar eventos tão verdadeiros da maior potência mundial, EUA. Sou mesmo uma guria meio azeda. Mas fato é que John Kennedy em 62 garantiu que o homem iria a lua e voltaria com segurança. Na falta de terem realmente ido fez- se um teatrinho, afinal, quem duvidaria de John Kennedy? Será tão absurdo assim de minha parte rir das “ pegadas lunares”? Há de se ser muito bagual pra não se dar conta que se não há umidade, gravidade e ar, não há pegada! Não tem ar na lua! Não tem gravidade, como então se formaria aquela pegada, com aquela profundidade, sem peso, sem pegada! Aff isso me irrita! E as sombras. O que são aquelas sombras e penumbras dançando naquele vídeo magia feito provavelmente em algum estúdio de segunda, ou quinta categoria! Aldrin que está acima de qualquer suspeita até levanta sua proteção contra radiação, acho ele tão altruísta, se arriscando de tal forma só pra ficar mais bonito na fita, ou melhor, na foto. Tudo isso por amor, ufanismo puro, afinal, as fotos lunares deveriam sair todas muito bem, e bonitas, não queremos nossos heróis saindo mal nas fotos, são fotos lunares! Acho que devemos também ao fato estético o enorme risco em que se colocaram tão aguerridos homens em vestir aquela roupitcha. Uma vez  que há falta de pressão atmosférica na lua, como se viraram aqueles bravos carinhas com aquela roupinha fraquinha. E se o homem já foi lá na lua, deixou sua pegada, sua bandeira tremulante, qual seria a razão do governo estadunidense   a uns anos atrás querer mandar mais uma nave até lá? Deve ser pra ver se a bandeira ainda não rasgou, afinal sabemos que as mudanças de temperatura na lua são uma constante (muito embora o clima hostil não tenha sido retratado no vídeo nós sabemos disso). Fato é que a intenção do governo estadunidense chegar na lua “novamente” foi pras cucuias, caiu no esquecimento.( a bandeira ainda deve estar bem , e quem sabe a pegada não fossilizou?rsrsrsr) .  São mesmo muito fodas  esses caras! O foda é que tudo isso teve um motivo. O que que a URSS queria ganhando a corrida espacial? Não sabiam os soviéticos que isso era cousa certa pro EUA? Era muita pretensão da parte deles quererem ser melhores, querem ser mais fortes e potentes, quem é mais potente que a maior potência? Em abril de 61 Gagarin já tinha dado uma banda na órbita da terra pilotando sua Vostok e tirando umas fotinhos que ficaram famosas, mostrando toda aquela imensidão azul. Claro que isso causaria uma certa inveja, afinal,  Yuri era soviético. Como tinham peito esses soviéticos mesmo, era muita audácia ganhar a corrida espacial. Em época de guerra fria popularidade é tudo em uma nação, gera confiança e respeito, e os EUA não poderiam se arriscar perder tudo isso. Quem lembra daquele filminho cheio de efeitos especiais de Kubrick sabe muito bem como foram gravadas as imagens “reais” do homem na lua. Agora lembro-me de que os caras levaram 4 dias pra chegar na lua, pra ser mais precisa a Apollo 11 demorou 3 dias 3 horas e 49 minutos a chegar à órbita lunar. Devem ter se teletransportado na real, por que então eu não compreendo se a  sonda europeia SMART-1 demorou 1 ano 1 mês e 3 semanas a chegar à Lua e isso foi em 2003, com a tecnologia de 2003, seria por acaso mais rápido viajar pelo espaço em 69 do que em 2003? A China que pense nisso, afinal é a China que anda falando em missões tripuladas a lua.



                             Foto: Will Belmont Coiote.

Nenhum comentário: