sábado, 3 de março de 2012

É sempre bom te ver

Impressionante como existem cousas que apesar de tudo continuam iguais. Isso muito me agrada. Falo de gente, que é gente boa e não há o que faça isso ser diferente. Não importa o quanto o tempo passe, não importam as mudanças climáticas, o situação política atual, a fome no mundo, os micos leões estarem caminhando rumo a extinção, nada, não importa nada, quem é, é e não há o que se possa fazer.
Isso é o máximo, muito me alegra saber que mesmo com certa distância a cumplicidade sempre prevalecerá. E mesmo que mudem os rótulos com os quais nos vestimos seremos sempre irrotuláveis. Por hora chamávamos de namorados, por hora não chamávamos de nada, depois de amigos, depois de nada novamente, depois amigos novamente, e agora. Agora talvez a soma de tudo isso, ou quem sabe nada disso, agora somos o que somos e que bom que ainda somos.

Nenhum comentário: