sábado, 3 de setembro de 2011




Andava dia desses pensando na vida, gosto de pensar na vida, gosto de devagar pelos caminhos escuros da alma (também dos corpos),mas acima de tudo gasto meu tempo ocioso com minhas filosofias baratas(ou caras) que nem sempre são de boteco, as vezes são da minha casa mesmo...
Mas bem, neste dia estava pensando na vida, sei, pensar na vida é muito vago. Penava na celebração , assim, em geral. Em como agente costuma celebrar. Mas me bateu uma angústia. Fico pensando na morte, não na minha morte, mas na morte em geral e em como ela é certa. Em aula, na aula de literatura surgiu uma questão super  filosófica, uma questão devera angustiante.
É melhor nascer, viver e morrer, ou melhor nem nascer?
Bem não sou eu quem terá esta resposta
Na verdade eu até tenho sim, mas não é o momento para tamanha profundidade.
A questão é que depois disso eu fiquei com uma vontade enorme de celebrar, assim, sem motivo, apenas celebrar.
Então neste momento eu agradeço aos meus amigos amados que não se incomodam como fato de celebrar a vida comigo, que não se incomodam com meus gostos exóticos e que gostam da minha presença!!!
                    


                                                                                                                       Foto: Rafa Compton.

Nenhum comentário: