sábado, 25 de junho de 2011

Since I've Been Loving You

        
Uma noite de Since I've Been Loving You  .Não sei se sei definir exatamente o que é ser noite de Since I've Been Loving You , mas sei reconhecer quando é uma e são raras. E que estranho é tudo isso, pois nunca há, ao menos nunca houve em minha vida uma tarde , ou uma manhã  que eu pudesse classificar como Since I've Been Loving You...Só as noites  possuem tal privilégio, e que fique claro que são noites escuras, soturnas, desejosas, ardilosas, noites minhas.  É a noite dos vadios e das vadiagens, é a noite de aceitação, de negação, é a noite da permissão... É a noite dos telefonemas atendidos, dos risos sem propósito, dos sorrisos mal intencionados, dos olhares por canto de olho,  da maliciosa inocência,  da intencionalidade revelada, do escancarado disfarce dos amantes. É a falta de culpa, é o excesso de corpo, é o perfume, é o cheiro, o vinho, o sim, é o não e a ausência dele .É a espiral do cigarro que envolve, é Since I've Been Loving You ao fundo, com dados lançados Desconfio que somente os solitários possuem e percebem isso, sim, os velhos lobos do mar, os piratas ciganos, ou os poetas, os poetas sempre sabem de que se trata..Não, não é o que quero, é o que desejo. Também não é o que preciso, é o que quero. Mas não quero com um querer verdadeiro, quero com um querer insano, por isso o sim, pelo insano,pelo incerto e pelo desconcerto.Por isso o desconhecido, o não presente, o não cotidiano, o estranho . O que quero.Sei o que é, e desconfio que me queira,mas enquanto não, quero o que não quero. Lutar contra, ah sim,a batalha existe, mas não há armas capazes de enfrentar Since I've Been Loving You.Decadência e perfeição. E se “o pecado mora ao lado e o paraiso paira no ar”, em noite dessas diferencia-los è tarefa difícil. Permitir, aceitar, negar, aceitar novamente e desaparecer. Sem  que esperança permaneça, quando amanhece é dia, e não há dia que seja Since I've Been Loving You.

3 comentários:

leone disse...

Música boa, eu sempre curti zepplin. mesmo a letra sendo de amor eu sempre associei essa música a sexo, e sexo de filme, não o ato em si, mas a atmosfera, entendi bem eu acho o que tu quiz dizer, a decadência, a porta do bar, acho q é = ou - por aí que eu a vejo, e se é assim tenho muitas noites dessas. Não sei se entendi bem do jeito que tu quiz, mas foi a minha interpretação, e se não foi o q tu disse, bem , caberia muito bem.

Jonathan disse...

Acho q entendi, e baseado no q entendi concluo q não quero compartilhar uma noite dessas. É bem mais o que eu quero.

Shana Corrêa disse...

"eu lírico"