quarta-feira, 25 de maio de 2011

Coisas da vida

Como são estranhas as 'coisas da vida'. Digo isso pois tudo o que acontece de ruim, todos os fatos antagônicos que ocorrem na minha vida sempre tem alguém que diz "são coisas da vida".
Aí eu fico pensando. Não poderiam as coisas da vida reservarem algo de bom pra mim? Sim, penso assim, pois uma vez que tudo de ruim que ocorre comigo são coisas da vida, então a conclusão que chego é que há uma espécie de comlpô da vida contra mim. Mas para causar tamanha antipatia assim na vida não deveria então eu ter feito algo ruim à ela? Não,deve ser antipatia gratuita mesmo, sabemos que isso acontece, e muito, eu que o diga!
Aí tem aquele velho e inútil discurso de que os tombos que a vida nos dá servem para que apenas nos reergamos e com mais força. Balela! Um tombo, seja ele qual for é sempre ruim, custamos a levantar e quando levantamos estamos machucados, feridos, fracos, não mais fortes e inabaláveis. levantamos putos, porém feridos e não há nada que se possa dizer que muda a situação. Não teria a vida nada mais pra fazer a não ser esticar sua perna para que tropecemos? Acho que essa senhora, a vida não deve ter muito mais o que fazer,ou é por demais sádica.As rasteiras, os ppontapés, as lambadas, os abismos, é só isso que eu ouço da vida!
sempre ouço alguém dizendo da luta que é viver e tal. Me pergunto, e pergunto todos os dias, por que tal senhora não é mais flexível?
Fato é que a vida nunca está sozinha, sempre anda acompanhada de suas 'coisas' e de suas lambadas, porradas, lutas, tropeções e outras violências dessas...

Nenhum comentário: