domingo, 29 de maio de 2011



"Canta uma canção bonita, falando da vida em RÉ maior, canta uma canção daquelas de filosofia e mundo bem melhor..."
Como dizia esse cara que eu admiro muito Oswaldo Montenegro, uma canção vale muito. Gosto de música, e como é de conhecimento de todos já bebi muito nessa fonte. mas a música que falo agora é qualquer uma. Quero falar sobre trilha sonora, nossa trilha sonora, da nossa vida. detesto quando alguém me pergunta qual é a minha úsica prefeida,acho que essa é uma das perguntas mais ridículas que existem, e olha que em questão de perguntas ser ridículo não é tarefa complicada. Mas o que quero dizer é que ter uma música preferida é como ter apenas um amor nessa vida(contando tudo, vô, vó, cachorro. amigos, marido, mãe, pai...), ter uma única canção é ser limitado e triste. sempre que me fazem essa pergunta eu respondo com outra pergunta, que é a seguinte:Minha música favorita para que momento? E acreditem essa também deixa a desejar. Minha música preferida para o mesmo momento já mudou tantas vezes que eu já nem sei mais quais foram as primeiras. todavia acredito que seja essa a melhor forma de responder a tal pergunta sem fazer disso algo maior do que é. É que na verdade raramente quando essa pergunta é feita o autor da pergunta de fato se importa qual é a resposta, é uma pergunta super genérica que só é feita para que o papo não morra, e convenhamos, falar sobre música sempre gera mais um tempinho de papo.




Quem não se lembra dos saudosos questionários?
Aqueles cadernos lotados de perguntas, algumas genéricas, e outras nem tanto, que passavam de mão em mão entre os colegas e amigos(muita cousa descobri nestes questionérios). Era bem legal, agente respondia as perguntas, lia o que as outras pessoas respondiam e estava pronto, todos se conheciam , era o orkut da época, e funcionava muito bem. Lembro que no meu questionário, é eu fiz um sim, na verdade fiz mais e um, mas não sei onde os outros foram parar. então no meu questionário as perguntas quase todas giravam em torno de música,e isso foi percebido na primeira guria que o respondeu, ela me disse que pra que deus do céu eu estav interessada no gosto musical das pessoas, segundo ela essas perguntas relativas a música, filme e cor prediletas eram somente um meio de se chegar a outras perguntas, como por exemplo "o que uma menina tem que fazer pra ser sua namorada?" Neste momento eu percebi.
Não, ninguém quer mesmo saber, por mais que perguntem, não querem saber nada, não querem saber nossas músicas, nossos filmes, nossas cores, nossos livros, nada. Creio que até hoje aquele guria pense dessa forma, eu como sou romântica já não sou mais tão radical. Respondo sempre a essas perguntas e gosto de ouvir das pessoas essas respostas.Sou o tipo que gosta de conhecer as pessoas, e gosto de conviver com quem conheço.
Minha música favorita???
São tantas, e eu as amo, e elas variam, trocam de momentos vez por outra, mas algo estranho que acontece é que na sua grande maioria minhas músicas são antigas. Poucas são as novas canções que me agradam, existem sim, mas não são muitas, fico me perguntando que espécie de pessoa estranha que eu sou que resiste as tendências... Mas goosto do que me tornei, se eu não fosse eu eu também iria gostar de mim.
Não farei pergunta com relação a música favorita de ninguém, não é esse o propósito. Na verdade não há outro propósito, estou entediada, é domingo 02:27 da madrugada, estou sem sono, e não tenho nenhum filme pra ver...Não a propósito,mas também não é isento, é madrugada de domingo pra segunda...




Boa semana pra todos nós!!!!!!!!!!

Nenhum comentário: