terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Fim de ano (2)

Bem depois de um tempo agente costuma lembrar só das coisas boas, (eu ao menos sou assim).
Logo agente se acostuma a lembrar do ano que se foi como sendo algo de muito bom, mesmo que não tenha sido bem assim. Aí tem aquela velha ladainha, -Ò mas como esse ano passou rápido.
Não, não passou, levaram os mesmos dias do ano anterior e do anterior, a tá, mas aquela parada de fevereiro que diminue uns e outros não, mas na verdade esses dias são irrelevantes dentro do contexto do ano.
Mas então , como eu sou aquele tipo de pessoa que prefere se recordar das cousas legais vou recordadr do natal, é eu amo o natal. E devo confessar que o fato de eu amar o natal nada tem a ver com o nascimento do filho de deus, é Jesus que me desculpe mas eu gosto do natatl por causa do papai Noel. Não estou fazendo pouco do aniversário do cara, não é isso, não mesmo. È que eu sou produto do meu meio e adoro o consumismo comercial desenfreiado do natal, eu gosto mesmo, fazer o quê.
Sempre que está chegando perto do natal eu já fico apavorada que não terei grana para comprar os meus presentes, e bháa, eu adooooro presentear no natal, nem posso imaginar um natal que eu não tenha presentes para minha família e amigos, nossa que triste. Ma sempre na última hora eu consigo dar um jeitinho para fazer a minha parte nesta data comercial e consumista que eu tanto amo.
Pensa bem, só Jesus mesmo que é abnegado de tudo isso, pois no dia do meu aniversário pouco me importa se outras pessoas querem, eu ganhando meus presentes está bom. Mas ele não, ele nada (material) ganha e ficxa só assistindo todas as outras pessoas do mundo (ocidental) ganhar presentes no dia do seu aniversário. È um cara bacana mesmo esse Jesus.
E o amigo secreto, nossa, como eu amo o amigo secreto.Mas o amigo secreto de verdade, com tudo que tem direito, inclusive eu tentar saber quem tirou quem, sempre faço isso...
Dia desses eu fiquei sabendo de algo que me deixou assustada, mas assustada mesmo e chocada de certa forma. Uma moça disse que em sua casa haveria este ano um amigo secreto, e eu disse que legal na minha casa todo ano tem. Até aí tudo bem, o meu susto veio logo asseguir quando ela disse que haveria uma amigo secreto para economia, e eu fiquei sem entender absolutamente nada, como economia é mais um presente e é gasto (adooooro) não economia. Eu estava errada, não era mais um presente, era o único. Quando ela me disse que o amigo secreto que fariam tinha o propósito de eliminar o fardo (para ela)de comprar presentes para toda a família, assim dessa forma todos compraria e ganhariam presente de natal. Fiquei chocada!!! Como assim, não ´presente de natal é de amigo secreto, o de natal é mais emocionante. Não posso imaginar um natal em que eu não compre presente para minha mãe, minhas tias, meu mano querido, minha vó,meu noivo, meus amigos e até meus cachorrinhos amados. Achei um ato de mesquinharia e agradeci a esse cara tão bacana que faz aniver no natal por ter me colocado em uma família consumista e tão especial como a minha, família essa que mesmo com todas as dificuldades finaceiras consegue dar ótimos presentes no natal e também de amigo secreto no natal.

Nenhum comentário: